O que seria recomeçar para vocês?

Para mim neste exato momento gosto de relembrar da seguinte frase/gíria/expressão, “a vaca foi pro brejo“. Uma das pessoas que influenciariam minha vida me contou a história por trás desta frase e desde então permaneceu comigo. Creio que até se tornou em uma das minhas crenças que tenho e re-lembro para quando tenho grandes decisões à tomar.

Certamente não é a primeira vaca que mando para o brejo e certamente ainda terei outras para mandar, desculpa minhas vaquinhas! Prometo que não será em vão. Desta vez minha vaca não foi para um brejo mas acho que ela foi fora de um penhasco coberto de neve. Estava insatisfeita com minha vida, de certa forma estava confortável (fácil até), sem muito mistério, infeliz num emprego que me levaria aonde não gostaria de estar. Aprendi de fato que trabalhar por dinheiro não traz felicidade – te dá no mínimo um pé para buscar (ou entender) a tal Felicidade. Não arrependo das escolhas e por tudo que passei, creio que foram caminhos que me levaram a compreender pouco à pouco quem sou eu.

Pode muito bem parecer como se estivesse fazendo um momento “Comer, Amar, Rezar”. Talvez seja, rezando para dentro de mim, assimilar quem sou eu e que gostaria de ter alguém para compartilhar minha vida com.

Nunca me considerei como uma pessoa extremamente corajosa, apesar que para chegar aonde cheguei não foi com covardia, confiei no meu espírito de certa forma. Senti que é algo natural, mudanças são. Na minha mente sempre têm um eco de que existe algo melhor, algo para mim que me levaria até meu lugar no mundo.

Já faz um pouco mais de um mês que estou aqui neste novo ambiente, respirando um ar novo, vivendo uma outra realidade.

Me desfiz de tantos objetos, amigos, conforto conhecido e de minha própria rotina. Amigos e família com a maravilha da internet hoje em dia nunca sentem distantes..já os outros 3 começo a notar um apego, existem momentos ao longo do dia que relembro de meus pertences ou itens que tinha que poderia utilizar agora. Engraçado que isso não é a primeira vez que me desfaço de objetos mas deve ser um apego ao conforto conhecido.

Seria o recomeço por um conforto desconhecido?

Fácil, não vai ser o tempo todo, principalmente quando os laços do passado vem á tona. Minha mente inquieta, talvez o ego me distraindo por bem ou mal. Entretanto algo dentro de mim (a minha essência talvez) afirma que o caminho está correto.

Ao mesmo tempo acho que estou na mesma busca que tudo mundo, procurando sua razão neste mundo, nesta vida. Recomeço de novas ideias para complementar com o restante do que já foi vivenciado.

Leave a Reply

Your e-mail address will not be published. Required fields are marked *

I have read and consent to sharing my data as per the Privacy Policy.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.